O presidente da comissão especial da reforma da Previdência na Câmara, deputado federal Marcelo Ramos (PP-AM), voltou a cobrar nesta quinta-feira (16) mais articulação do governo para que o texto seja aprovado no parlamento. 

— O Brasil está parado, a articulação política do governo no Congresso está parada, mas a comissão e o parlamento têm responsabilidade com o País. Os trabalhos na comissão da reforma da Previdência estão andando como planejado no cronograma. 

De acordo com o deputado, o cronograma da comissão está sendo cumprido. Ele ressaltou que não é papel da comissão “arrumar voto para aprovar a matéria”. 

— Seguimos o cronograma nos limites da atuação da comissão. Não é papel meu arrumar voto para aprovar a matéria. Isso é papel da articulação política do governo e dos líderes partidários. Eu estou cumprindo o meu papel e o parlamento também, de discutir a matéria nas audiências públicas enquanto corre o prazo das emendas parlamentares. Agora para levar ao plenário e concluir os trabalhos depende de ter os votos necessários para aprovação, isso não é trabalho nosso, é trabalho da articulação política do governo.

Fonte: As informações iniciais são da redação do porta de notícias ‘R7’.