Segundo as investigações, alvos servem à Secretaria de Inteligência da Polícia Militar. Na casa de um dos alvos, havia dinheiro escondido num sapato

A Polícia Civil do RJ prendeu nesta sexta-feira (29) sete policiais do Setor de Inteligência da PM suspeitos de extorsão.

Segundo a Delegacia de Combate à Pirataria, os alvos fingiam ser policiais civis da especializada para inspecionar lojas.

A Polícia Civil afirma que os PMs extorquiam de comerciantes, roubavam lojas e recebiam propina para, alegadamente, não combater a venda de mercadoria pirata.

Agentes também cumpriram 14 mandados de busca e apreensão — na casa de um dos alvos, havia dinheiro escondido num sapato.

Uma das equipes foi ao Quartel Central da PM, no Centro do Rio, onde fica a Subsecretaria de Inteligência da PM.

Polícia encontrou dinheiro em um calçado na casa de um dos presos — Foto: Reprodução

PMs presos

  1. Guttemberg Dantas da Silva
  2. Ivan Marques Cunha
  3. Jefferson Rodrigues Batista
  4. Leslie Cristina Duarte Rocha
  5. Nacle de Souza Oliveira
  6. Roberto Campos Machado
  7. Victor Magnano Mangia

Dinheiro em sapato

Em um dos endereços, agentes apreenderam R$ 40 mil com um tenente — parte do dinheiro estava num calçado oficial. Nessa mesma casa, a operação encontrou uma pistola roubada da Marinha.

A Polícia Civil também apreendeu três armas frias, calças e relógios falsos e HDs com imagens de câmeras de segurança. Segundo as investigações, a quadrilha recolheu os registros de uma das lojas atacadas.