O futuro do técnico André Jardine passou a ser uma dúvida constante no início desta temporada. Isto porque o time do São Paulo está aquém do rendimento esperado e, sobretudo, com a classificação na Libertadores ameaçada. Carente de títulos (o último conquistado em 2012), a pressão aumenta e tudo indica que essa quarta-feira, 13, será um divisor de águas para a permanência ou não de Jardine.

Mais recentemente, alguns membro da diretoria do tricolor manifestaram que a vaga do recém-empossado técnico não está ameaçada. Porém, é fato que existe uma incoerência no que é dito na frente das câmeras com o que acontece por trás dos bastidores.

No domingo, 10, após a terceira derrota no Campeonato Paulista contra a Ponte Preta, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o diretor executivo Raí se reuniram para debater o tema. Conclusão? O cronômetro desta “bomba relógio” tem garantia até a partida de amanhã.

No primeiro confronto com a equipe do Talleres pela Copa Libertadores, na cidade de Córdoba (Argentina), o placar não foi bom. O São Paulo conseguiu controlar na etapa inicial, mas viu a estratégia ruir no segundo tempo. Aparentemente cansados, o clube paulista deixou brechas e os argentinos, por sua vez, aproveitaram para balançar as redes com os gols do volante Pochettino e do meia Juan Ramírez.

Talvez o placar poderia terminar magro. Digo, talvez. A situação do São Paulo não era das melhores e piorou, ainda mais, por conta da desvantagem de jogar com um atleta a menos. O volante Hudson foi expulso ao levar o segundo amarelo, e isto passa por outra questão que tem sido alvo de crítica dos torcedores ao trabalho atual: saber gerir o grupo e administrar o psicológico de cada um.

Nesses anos de ressaca sem conquistas, cerca de 12 técnicos passaram pelo São Paulo e um elenco ligado só no emocional não é um problema exclusivo de Jardine. Os próprios dirigentes reconhecem isto. Olhando para o elenco atual, Leco e Raí consideram que o time também está devendo.

Na última sexta-feira, a diretoria e alguns líderes do elenco receberam representantes de torcidas organizadas do Tricolor no CT para uma conversa. O São Paulo vai à campo para a segunda partida contra o Tralleres no Morumbi, na quarta-feira, 13, às 21h30.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui