Começou a vacinação contra Covid-19 para pessoas com comorbidades e deficiência permanente inscritas no Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC) a partir dos 18 anos. Esse é a última abertura de faixa etária para pessoas com comorbidades e deficiência permanente.

A imunização deste novo grupo acontece nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), mega postos, AMA/UBS Integradas, Centros de Saúde e unidades do Serviço de Atenção Especializada (SAE). 

Documentação necessária

Continua após o anúncio...

Pessoas com comorbidades acima dos 18 anos devem comparecer a um posto de vacinação com um documento de identificação, sendo preferencialmente CPF, além de um comprovante de residência da cidade de São Paulo e um documento que comprove a condição de risco, que pode ser um exame, receita, relatório ou prescrição médica, contendo o CRM do médico e com emissão máxima de 2 anos.

Já as pessoas com deficiência permanente inscritas no BPC a partir dos 18 anos devem apresentar, além de um documento de identificação e um comprovante de residência da cidade de São Paulo, um documento que comprove a deficiência, que pode ser um laudo médico, cartão de gratuidade no transporte público, documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência. Também é necessário mostrar um comprovante do recebimento do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).

Outros grupos elegíveis

Na segunda-feira, também foram contempladas na campanha de vacinação contra a Covid-19 as gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz até 45 dias) sem comorbidades e maiores de 18 anos e de lactantes com comorbidades acima de 18 anos. Nos dois casos, será necessário apresentar uma indicação médica para comprovar a gestação ou o parto.

Para este público, estimado em 100 mil pessoas, serão utilizados apenas os imunizantes da Pfizer e a CoronaVac, visto que o da AstraZeneca não é recomendada para o grupo.

Doses remanescentes

Pessoas com deficiência física com 18 anos ou mais, que não estão cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), podem se candidatar às doses remanescentes da vacina contra a Covid-19.

Para isso, basta comparecer a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima e se candidatar à primeira dose. O nome do munícipe entrará em uma lista de espera com telefone para convocação, caso tenha doses remanescentes no fim do dia de vacinação. Diariamente podem ou não sobrar doses em uma UBS.

Acadêmicos em saúde em estágio e estudantes de área técnica em saúde em estágio, independentemente do período de formação, também podem se candidatar às doses. Pessoas com mais de 50 anos de idade também podem se cadastrar nas UBSs para as doses remanescentes.

É importante evitar aglomerações nos postos de vacinação e comparecer ao local com o pré-cadastro no site Vacina Já preenchido, para agilizar o tempo de atendimento.

A SMS reforça o lembrete de manter os cuidados necessários contra a Covid-19 mesmo após receber a aplicação da vacina, seguindo com o uso de máscara, higienização com álcool em gel e distanciamento social, evitando aglomerações.

Serviço – Vacinação contra a Covid-19 na capital

Mega drive-thru e farmácias: suspensos temporariamente
Megaposto: vacinação de primeira e segunda dose (D1 e D2). Funcionamento das 8h às 17h.
Unidades Básicas de Saúde (UBS): vacinação de primeira e segunda dose (D1 e D2). Funcionamento das 7h às 19h.
AMA/UBS Integrada: vacinação de primeira e segunda dose (D1 e D2). Funcionamento das 7h às 19h.