Policiais apreenderam, na manhã desta terça-feira (19), o adolescente suspeito de ajudar a planejar o massacre que terminou com dez mortos na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo. O jovem de 17 anos foi apreendido em casa e levado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade. De lá, seguirá para o fórum.

Na quinta-feira (14), o adolescente chegou a se apresentar à Justiça, mas negou a participação e foi liberado. Durante a investigação, porém, foram analisados os celulares dele e dos dois assassinos e, de acordo com a polícia, os três aparelhos têm conversas claras sobre o planejamento das mortes.

Os dois atiradores, são adolescentes, que foram com máscara de caveira, e haviam estudado na mesma escola, anos antes.
Tiros foram ouvidos em escola em Suzano, e segundo a polícia, há crianças entre as vítimas feitas pelo terrorista. Bombeiro e equipes do Samu já estão no local, e também tem um helicópero da PM sobrevoando a escola.
A Escola Estadual Raul Brasil, de Suzano, fica na grande São Paulo, e bombeiros de Mogi das Cruzes, que é uma cidade próxima, foram acionados, às 9h50 desta quarta-feira.
A Escola Estadual Raul Brasil, tem mais de 350 alunos, no ensino fundamental, e mais quase 700 alunos do ensino médio.
Um dos assassinos portava uma arma, e outro usou uma faca, antes de entrarem na escola, um homem foi baleado em uma concessionária. A polícia ainda investiga, se os dois fatos, se tratam do mesmo caso.

Com informações do G1.