A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo abriu edital para organizações da sociedade civil, que atuam no setor de educação infantil apresentar propostas de fomento e incentivo à segurança alimentar e nutricional de crianças de 0 a 6 anos. As entidades selecionadas receberão até R$ 360 mil para cada área de atuação que pretendem trabalhar, atendendo as zonas sul, leste e norte, os interessados poderão se inscrever até 30 de setembro.

“A cidade de São Paulo possui cerca de um milhão de crianças de 0 a 6 anos, o objetivo deste edital é promover a segurança alimentar e nutricional ainda neste período da infância, para que sejam criados hábitos alimentares adequados desde cedo”, explica a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. “Com a participação da sociedade civil, é possível estabelecer projetos que auxiliem na redução da vulnerabilidade e insegurança alimentar na primeira infância de modo mais assertivo, atingindo as regiões e distritos mais carentes da cidade”, completa.

As organizações interessadas devem ter, no mínimo, mais de um ano de existência e não ter fins lucrativos. A candidatura exige a comprovação de que a instituição possui condições de infraestrutura, equipe e experiência para a execução das atividades de segurança alimentar e nutricional. Não é permitida a inscrição de entidades que tenham entre seus dirigentes funcionários e membros do poder ou do Ministério Público. A inscrição deve apresentar informações da metodologia de trabalho que será utilizada, apresentação do plano de metas do projeto, descrição de despesas fixas e variáveis necessárias para a manutenção do projeto (incluindo folhas salariais), além de destacar em qual região da cidade a iniciativa será instalada.

As propostas deverão ser apresentadas presencialmente no setor de Protocolo da Secretaria Municipal Desenvolvimento Econômico e Trabalho, localizada na Avenida São João, 473 – 5º andar em dois envelopes lacrados, sendo o primeiro apresentando a proposta (plano de trabalho e documentos para análise de critérios) e o segundo com o detalhamento financeiro do projeto. A Comissão de Seleção terá o prazo de cinco dias úteis após o encerramento das inscrições para a análise e avaliação das propostas enviadas, projetos desenvolvidos em regiões de vulnerabilidade social e alimentar terão um diferencial.  O resultado do edital será publicado no Diário Oficial de São Paulo. Confira o edital e acesse os anexos de candidatura neste link: http://bit.ly/2kD1FzV