“Samba com as Mãos” para os surdos e audiodescrição para os cegos tornam o Carnaval da cidade mais acessível, enquanto blocos de rua terão intérprete em Libras

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), realiza neste ano a 5ª edição do projeto “Samba com as Mãos”, que disponibiliza vídeos com a tradução em Língua Brasileira de Sinais (Libras) dos 14 sambas-enredos das agremiações que pertencem ao Grupo Especial de São Paulo.

Os vídeos foram feitos em parceria com a TV Câmara. Os links já estão disponíveis nos sites das Escolas e no site e no Canal da Secretaria no YouTube. Nos dias de Carnaval, durante os desfiles os vídeos são disponibilizados em telões no Espaço da Cidade, no Anhembi.

Os cegos contam com audiodescrição dos desfiles, direto do sambódromo, pelas redes sociais da SMPED. Nos anos anteriores, pessoas com deficiência visual de outros Estados e de outros países, acompanharam os desfiles e comentaram nas redes sociais sobre a excelente iniciativa! O objetivo é incluir pessoas com deficiência auditiva e visual na maior festa cultural do país.

“O Carnaval, essa grande festa que faz parte da cultura brasileira, é um bom momento para aumentar a conscientização e sensibilização das pessoas sobre as questões relativas aos direitos das pessoas com deficiência. A atividade inclusiva é um grande estímulo para a participação deste público nas ações da cidade. Com o grande resultado obtido nas edições anteriores, queremos ampliar o projeto, e divulgá-lo para que mais pessoas participem e se emocionem. E esse ano também, pela primeira vez, alguns blocos do Carnaval de Rua terão Libras”, afirma Cid Torquato, Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência.

Para comemorar a recente conquista do Carnaval como patrimônio imaterial do Estado de São Paulo, as Secretarias Municipais de Cultura e da Pessoa com Deficiência, em parceria com a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo vão promover a peça “Clarear – Somos todos Diferentes”, do Teatro Cego, no dia 20 de fevereiro, quinta-feira, em duas apresentações, às 16h e às 20h, no Teatro Alfredo Mesquita, localizado à Av. Santos Dumont, 1770 – Santana. A entrada é franca! Um espetáculo leve e bem-humorado que vai mexer com a sensibilidade de seus colaboradores.

Outra novidade neste ano é que pela primeira vez, alguns blocos do carnaval de rua terão intérepretes de Libras, oferecidos pela SMPED. Confira abaixo esses blocos acessíveis!


01. Bloco Mamãe Eu Quero 
Estilo: Infantil
Itinerário: O bloco não tem percurso. O trio fica parado e a apresentação ocorre no entorno da Praça Irmãos Karmann entre a rua José Donatelli e a Avenida Sumaré
15/02/2020 | 09:00
Local: Lapa

02. Folia de Bonequins 
Estilo: Infantil
Itinerário: Praça da Bíblia, Rua Madre Cabrini, Praça da Bíblia
16/02/2020 | 10:00
Local: Vila Mariana

03. Wadaiko Sho 
Estilo: Infantil
Itinerário: Praça da Bíblia, Rua Madre Cabrini, Praça da Bíblia
22/02/2020 | 16:30
Local: Vila Mariana

04. Bloco Pinguinho de Gente 
Estilo: Infantil
Itinerário: Rua Cónego Luís Vieira Da Silva
01/03/2020 | 09:00
Local: Butantã

05. BLOQUINHO INFANTIL FRALDINHA MOLHADA 
Estilo: Infantil
Itinerário: Rua José Óscar de Abreu Sampaio
01/03/2020 | 10:00
Local: Mooca

06. Bloco do Pedal – 15/02 – 14h 
Estilo: MPB
Itinerário: Praça Rosa Alves da Silva, s/n
Local: Vila Mariana

07. Santana descendo a ladeira – 16/02 – 10h 
Estilo: Samba
Itinerário: fixo
Local: Santana / Tucuruvi

08. Bloco Bahianidade – 22/02 – 12h 
Estilo: Axé & Pagode
Itinerário: Rua Itapeva / Rua Rocha
Local: Sé

09. Shereka – 23/02 – 14h 
Estilo: Axé & Pagode
Itinerário: Seguir pela rua Manuel Gaya do número 806, até o número 613. Trajeto comum dos blocos de região.
Local: Jaçanã / Tremembé

10. Bloco Levando os elepês de Gal para passear – 29/02 – 14h 
Estilo: MPB
Itinerário: Viaduto Gen. Couto de Magalhães / Praça da Luz
Local: Sé

Simbolo de libras