- Propaganda -spot_img
InícioNegócios/EmpreendedorismoPrefeitura de São Paulo realiza encontro entre iniciativas tecnológicas das periferias aceleradas...

Prefeitura de São Paulo realiza encontro entre iniciativas tecnológicas das periferias aceleradas pelo Vai Tec

- Propaganda -spot_img

Evento contou também com o lançamento do aplicativo MEI Nota Fácil de emissão de notas fiscais para os microempreendedores paulistanos


A Prefeitura de São Paulo realizou nesta terça-feira, 19 de outubro, um grande encontro entre os participantes da 5ª e 6ª edição do Vai Tec, programa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, executado pela Ade Sampa, que apoia e impulsiona negócios tecnológicos de jovens de periferias da cidade. Durante o encontro, os participantes do Vai Tec 5 puderam compartilhar suas experiências com o programa para os integrantes da sexta edição, que está se iniciando agora.

“São Paulo tem uma grande vocação para abertura de negócios porque têm pessoas com uma grande vocação para o empreendedorismo. O poder público não poderia deixar de apoiar este setor, que é um grande potencial para a geração de renda de milhares de pessoas e para o desenvolvimento econômico da nossa cidade”, declara o prefeito da Cidade de São Paulo, Ricardo Nunes.

Durante a apresentação, as iniciativas participantes do Vai Tec 5 fizeram um pitch apresentando os seus negócios e a evolução de cada empreendimento com o Vai Tec. Após o evento de abertura, os participantes participaram de uma rodada de negócios, para trocas e networking.

“O Vai Tec é uma iniciativa fundamental para apoiar e alavancar iniciativas de jovens empreendedores das regiões mais vulneráveis da Capital. Acreditamos que iniciativas incríveis podem surgir de todas as regiões de São Paulo e buscamos oferecer ferramentas para lapidar estes diamantes que poderão contribuir com o desenvolvimento econômico e social da cidade, principalmente neste momento de retomada econômica”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Aline Cardoso.

Realizado de maneira on-line, em decorrência da pandemia do coronavírus, o Vai Tec auxilia jovens a criar, desenvolver, validar e impulsionar empreendimentos inovadores e que utilizem tecnologia como parte essencial do modelo de negócio, promovendo o desenvolvimento local e a geração de emprego e renda.

“O Vai Tec tem como principal objetivo tornar pequenas ideias das periferias da cidade em negócios inovadores e de grande potencial. Os negócios locais são um grande combustível para movimentar a economia, o que gera ganhos não só para a região de cada empreendimento, como para toda a cidade”, declara o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.


Sobre o Vai Tec 6

A etapa de aceleração tem duração de oito meses e os projetos escolhidos contarão com assessorias personalizadas de acordo com a necessidade do empreendimento, além de rede de contatos e acesso a eventos, conteúdos e recursos de parceiros do programa e receber, durante seis meses, capacitações, mentorias e acesso à rede de contatos, além de um apoio financeiro de R﹩ 35.700,00 por projeto.

As inscrições para a sexta edição do Vai Tec foram realizadas de 01 de fevereiro a 30 de abril de 2021 e contou com 138 interessados. Deste total, 56% eram homens e 44% mulheres. A região leste da Capital se destacou no número de inscritos, compondo 45% dos donos de negócios que buscam a aceleração.

Na seleção foram priorizados projetos de regiões localizadas nos extremos da cidade, principalmente nas zonas leste (São Miguel Paulista, Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, São Mateus, Guaianases, Cidade Tiradentes, Itaquera, Vila Prudente, Penha e Sapopemba), sul (Parelheiros, Capela do Socorro, M´Boi Mirim, Campo Limpo e Cidade Ademar) e norte (Casa Verde, Cachoeirinha, Freguesia do Ó, Brasilândia, Perus, Pirituba, Jaçanã e Tremembé).

Conheça os negócios que serão acelerados na sexta edição:



• Todas Por Uma

Aplicativo de pedido de socorro, que se propõe solucionar a problemática de assédios físico, sexual, patrimonial, moral, psicológico, racial e/ou virtual. O usuário do aplicativo, por meio de seu celular ou de dispositivo móvel, poderá enviar pedido de socorro para contatos previamente selecionados como anjos.


• Moradigna Construções e Assessoria LTDA. – ME

Empresa de impacto social que oferece pacotes para reforma de casas com qualidade, segurança e facilidade de pagamento. A proposta de participação no Vai Tec será o desenvolvimento de uma ferramenta que foi demandada durante a pandemia do coronavírus, visando o atendimento remoto para negociação, avaliação prévia dos serviços e orçamento, tudo on-line para a melhor segurança e comodidade, ampliando a capacidade de oferta dos serviços


• Nexos Data Serviços de Tecnologia da Informação Ltda

Ferramenta de gestão, totalmente on-line, que gera relatórios, dashboards (painéis) e indicadores de forma rápida e automática para que o gestor possa monitorar, acompanhar e visualizar a performance da sua empresa.


• Añu Saboaria

Empresa de formação de profissionais que desejam atuar no setor de cosmética natural. Por meio de repasse de conhecimento de forma remota, ensinam em suas aulas on-line o passo a passo para a produção de cosméticos naturais minimamente processados, resgatando a sabedoria e conhecimentos indígenas e africanos.


• Editora Popular TXAI

Editora focada na publicação de autoras e autores das periferias, com especial atenção às mulheres. Os produtos e serviços oferecidos tratam de bens culturais e educativos como livros, e-books e materiais de formação, além de revisão, diagramação, ilustração, registro ISBN – International Standard Book Number, lançamento, comercialização e atividades educacionais e culturais correlatas.


• Cerveja Benedita

É um negócio de impacto social criado por duas mulheres empreendedoras, LGBTQI+, periféricas e nordestinas. O empreendimento, criado em 2017, consiste na produção de cervejas artesanais a partir dos princípios da economia circular, feminista, inclusiva e social.


• Estúdio Mmaxixe

Estúdio de comunicação gráfica que produz ilustrações, jogos para celular, vídeos em motion graphics e outros serviços ligados às artes visuais e gráficas partindo da representação das periferias de São Paulo. Tem como objetivo aumentar a representatividade dessas regiões, ilustrando a cultura periférica pelo olhar de quem cresceu e vive nestes locais.


• PertoDaqui

Aplicativo para celular que mostra ofertas de pequenos comerciantes da periferia em um raio de 3km do usuário, buscando divulgar o comércio e fomentar a economia local por meio de um conceito de comunidade, onde um negócio ajuda a impulsionar o outro. Para isso, a plataforma reúne mais de 20 segmentos diferentes entre comércios e serviços.


• AZ Marias

Marca de roupas de street style e ancestral que usa como matéria prima o resíduo têxtil de grandes empresas do setor. A marca trabalha com a mulher negra como centralidade da criação e a remuneração dessa mão de obra é feita de forma justa e sustentável.


• Your Space

Plataforma digital com o objetivo de conectar jovens freelancers da periferia a pequenos e médios negócios para incentivar o empreendedorismo e a geração de renda nas regiões mais vulneráveis de São Paulo. Além disso, a empresa propicia programas de aprimoramento de habilidades empreendedoras e desenvolvimento acadêmico dentro dessas comunidades.


• Noix Comunidade Empreendedora

É um negócio que visa o desenvolvimento de um ecossistema empreendedor autossustentável nas comunidades periféricas brasileiras. Tem por objetivo empoderar jovens da periferia ampliando sua visão de mundo por meio do empreendedorismo e, assim, promover impacto social dentro de suas comunidades.


• Maria Maria Bartenders

É um negócio B2B (business-to-business) focado no entretenimento. O principal serviço é o “Happy Hour in the Box” que se traduz como um kit de experiência composto por drinks semi preparados e outros produtos artesanais. A ideia é conduzir oficinas lúdicas e divertidas de preparação de drinks com os convidados.


• Kuikila Estamparia

É uma estamparia que utiliza duas técnicas: a serigrafia e a xilogravura, ambas feitas de forma artesanal e sustentável. Os produtos são desenvolvidos com estampas de arte de autoria própria com temática da cultura negra e peças customizadas.


• LSF Estúdio – Heliópolis

É um negócio da área do audiovisual que atua no setor de economia criativa dentro das comunidades menos favorecidas da cidade. Oferece pacotes de gravação, mixagem, masterização e vídeo clipe de músicas, de forma customizada e de acordo com orçamento proposto pelo cliente.


• Clinfy

Startup da área de saúde que conecta profissionais como babás, enfermeiros e cuidadores de idosos aos potenciais clientes. Tem por diferencial a utilização de tecnologia e inovação para a oferta de serviços de capacitação destes profissionais, melhorando e qualificando seus serviços e, consequentemente, valorizando ainda mais suas carreiras.


• Bate Volta Roots

Agência de ecoturismo e turismo de experiência que utiliza as redes sociais e grupos para veiculação de serviços e produtos. O uso de tecnologia é a principal ferramenta de gestão, comunicação e vendas. O portifólio é composto por viagens, passeios e expedições para todos os públicos e níveis, com roteiros inovadores e de baixo custo.


• Black Vagas

É uma vitrine de profissionais da comunidade negra com o interesse de realizar conexões reais da população preta e periférica com agentes do ecossistema de mercado. Promovem a acessibilidade a postos de trabalho, ampliação e fortalecimento de cadeia de fornecedores e comunicação sistêmica para práticas reais em ESG – Environmental, social and corporate governance.


• Malungo Art

Marca que desenvolve bolsas, carteiras, brincos, capas para leitores de PDF entre outros produtos, reutilizando caixinhas tetra pack (de leite, suco, etc.). O negócio contribui com a preservação do meio ambiente ao utilizar estes resíduos retirados da natureza para a confecção de produtos resistentes, artesanais e ecológicos.


• Cidade Tiradentes – Território de Direitos através das Tecnologias Ancestrais

Negócio de impacto social/religioso que tem a configuração de um site e um app de mapeamento geolocalizado das casas religiosas ligadas às matrizes africanas. É também uma ferramenta de oferta de serviços e produtos desenvolvidos pela comunidade negra da região de Cidade Tiradentes, que produzem artigos utilizados por seguidores dessas religiões.


• Omisoró

Empresa de confecção de vestimentas, turbantes e adornos afros. Tem como foco o desenvolvimento de pesquisas históricas e iconográficas da cultura africana para o desenvolvimento de uma estamparia autoral que utiliza ferramentas tecnológicas para seu desenvolvimento e aplicação.


• CASTRUM

Marca de roupas sustentáveis feitas artesanalmente, com foco em sustentabilidade (ambiental, social, cultural e econômica), pelo uso experimental e técnico de matéria-prima têxtil de reuso ou natural.


• App do Bem

Plataforma de delivery de comida, que tem como objetivo oferecer opções de consumo consciente a um preço justo para os clientes, além de melhores condições de trabalho para home chefs e entregadores por se tratar de uma empresa dentro dos critérios do setor 2.5 (maneiras inovadoras de empreender projetadas com o objetivo de buscar formas de amenizar problemas sociais decorrentes da pobreza).


• Poupy

Plataforma de transformação financeira que usa metodologia própria para que o usuário possa diagnosticar a sua saúde financeira, receber conteúdo educacional para poder traçar uma rota até a realização de seus sonhos, melhorar seu score e obter crédito para quem desejar antecipar as suas realizações.


• RV – Bolsas com História

É um negócio que produz bolsas e acessórios confeccionadas de materiais de reuso, coletados em áreas periféricas da cidade de São Paulo. Os produtos são feitos por costureiras localizadas no Jd. Pantanal, Lauzane Paulista e Vila Nova Cachoerinha, zona norte da Capital. A startup se pauta em princípios voltados a preservação ambiental, trabalho digno e inclusão. Cada peça conta a história sobre o que era, quem a fez e de onde veio.



Durante o evento, também foi apresentado o aplicativo MEI Nota Fácil, uma parceria das Secretarias da Fazenda, Inovação e Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo. Com o aplicativo, que é gratuito e será disponibilizado inicialmente em versão beta para Android na Google Play, os MEIs poderão emitir notas fiscais de forma rápida e consultar suas notas emitidas, entre outras opções. Mas atenção, o aplicativo é de uso exclusivo dos MEIs paulistanos prestadores de serviço.

Nesta versão beta serão oferecidas aos usuários do aplicativo três funcionalidades básicas:


• Cadastro: será possível realizar o cadastro inicial no Sistema da Nota Fiscal Eletrônica e de forma simples, por meio de um fluxo guiado.

• Emissão da Nota Fiscal de Serviço Eletrônicas: Os usuários do aplicativo, depois de devidamente cadastrados, conseguirão emitir as notas fiscais em poucos passos, apenas disponibilizando as informações básicas sobre o serviço realizado e com possibilidade inclusive de identificar o cliente, quando ele desejar. Além disso, o MEI poderá compartilhar a nota emitida com seu cliente, reforçando a imagem de regularidade de sua atuação profissional.

• Consultas: Com o aplicativo será possível ao MEI consultar todas as suas notas fiscais emitidas, inclusive com busca por período de tempo específico ou pelos dados do tomador do serviço.


A cidade de São Paulo possui mais de 343 mil microempreendedores individuais cadastrados no sistema da Nota Fiscal. Em 2021, os MEIs paulistanos emitiram cerca de 400 mil notas fiscais – apesar de expressivo, o número mostra que existe possibilidade de aumento na formalização dos serviços prestados.

O aplicativo, lançado numa versão beta, ainda poderá passar por correções pontuais, de acordo com o retorno verificado junto aos MEIs que optarem por utilizá-lo na emissão de suas notas fiscais. As futuras melhorias no aplicativo vão priorizar as sugestões dos microempreendedores, reforçando a busca da Prefeitura de São Paulo pela melhoria constante da qualidade dos serviços prestados aos cidadãos.


O aplicativo será lançado numa versão beta, que ainda poderá passar por correções pontuais, de acordo com o retorno verificado junto aos MEIs que optarem por utilizá-lo na emissão de suas notas fiscais. As futuras melhorias no aplicativo vão priorizar as sugestões dos microempreendedores, reforçando a busca da Prefeitura de São Paulo pela melhoria constante da qualidade dos serviços prestados aos cidadãos.

A Prefeitura de São Paulo oferece diversos canais de atendimento para os pequenos empreendedores paulistanos que estão com dúvidas e buscam orientação. A Ade Sampa, agência vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, conta com uma ampla equipe de atendimento para tirar dúvidas sobre a instalação e utilização do aplicativo.

A Ade Sampa oferece atendimento pelos telefones (11) 4210-2668, WhatsApp (11) 99708 5130 e (11) 99449 1311, e-mail: [email protected] ou presencialmente em um dos postos do Cate, Descomplica ou Subprefeituras por meio de agendamento pelo Portal 156.

- Propaganda -spot_img
Deve ler!
- Propaganda -spot_img
Notícias relacionadas
- Propaganda -spot_img

Deixe uma resposta.

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui