Unidade reúne serviços de saúde e assistência social para homens, mulheres e transexuais em situação de rua e dependência química

A Prefeitura de São Paulo vai abrir a partir desta quarta-feira (8), o Serviço Integrado de Acolhida Terapêutica (SIAT) II – Glicério para melhorar o atendimento no acolhimento e no tratamento da saúde de usuários de álcool e drogas em situação de vulnerabilidade.

A unidade terá ações integradas das secretarias municipais da Saúde (SMS), Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e contará com um Centro de Acolhida 24h. Serão 200 vagas, sendo 100 para atendimento diurno e 100 para pernoite, destinadas a homens, mulheres e transexuais em situação de rua e dependência química.

Localizado na Avenida Prefeito Passos, 25, região do Glicério, o equipamento vai oferecer à população atendida acesso à alimentação (café, almoço, jantar), higiene pessoal, bagageiro, atendimento técnico e atividades socioeducativas. Também vai oferecer oficinas de artesanato, leitura, ioga e exercícios físicos. Além disso, uma unidade de saúde vai funcionar dentro do equipamento com uma equipe de trabalho composta por assistentes técnicos e sociais, psicólogos, pedagogos, orientadores socioeducativos e agentes operacionais.

A nova unidade está equipada com banheiros, salas de atendimento e de atividades, refeitório, almoxarifado, copa para funcionários, vestiário e dormitórios, com espaços adaptados para pessoas com deficiência. Há ainda uma área coberta, proporcionando espaço para socialização, descanso e lazer, e, anexo, uma praça arborizada com quadra para entretenimento.

O SIAT II – Glicério faz parte da segunda fase do Programa Redenção que trabalha no atendimento a usuários de álcool e outras drogas em situação de vulnerabilidade ou risco social em três níveis: abordagem, acolhida temporária e tratamento e profissionalização. Entre os objetivos do SIAT II estão o acolhimento de curto prazo e de baixa exigibilidade em relação ao usuário; ações de redução de danos no âmbito da saúde e assistência social; tratamento e acompanhamento em saúde para saúde mental e demais comorbidades; e elaboração do Projeto Terapêutico Singular para usuários interessados no tratamento para o uso abusivo de álcool e outras drogas.

As vagas serão preenchidas a partir de demanda espontânea e de encaminhamentos dos serviços referenciados da SMS e da SMADS, particularmente do Serviço Integrado de Acolhida Terapêutica – Abordagem – SIAT I. Os usuários de álcool e drogas em situação de vulnerabilidade até então atendidos pela unidade de Atendimento Diário Emergencial (ATENDE) 2, localizada na Rua Helvétia terão atendimento prioritário no novo equipamento. Outra unidade de acolhimento no centro é o SIAT II – Porto Seguro, aberto em julho de 2019.

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde / Edson Lopes Jr./Secom