O local vai ser concedido por 35 anos e deve ter espaços de lazer e cultura como shopping e hotel, além do automobilismo

A Prefeitura de São Paulo republicou nesta quarta-feira (19) o edital de concessão do Complexo Interlagos, composto pelo Autódromo José Carlos Pace e pelo Kartódromo Ayrton Senna. As mudanças, sugeridas pelo Tribunal de Contas do Município, limitam o número máximo de empresas para participar em consórcio na licitação, inclusão de novos dispositivos que garantem a participação e controle da Prefeitura na Pesquisa de Satisfação dos Usuários, aperfeiçoam os critérios de aplicação das penalidades contratuais e ampliam as justificativas da concessão, aumentando a transparência do processo administrativo de desestatização. 

O vencedor do edital ficará responsável pela área de 900 mil m², onde terá que reformar, gerir, manter a manutenção, exploração e operação do espaço. As empresas interessadas devem apresentar as propostas até o dia 27 de março, sendo que o maior valor de outorga oferecido ganha a concessão. O local vai ser concedido por 35 anos e deve ter espaços de lazer e cultura, além de shopping e hotel, além do automobilismo.

Entre as exigências aos interessados estão a necessidade do espaço ser multiuso, com a possibilidade de receber a construção de shopping, hotel, galpão comercial e, claro, eventos automobilísticos. O edital traz a exigência do local ficar reservado 80 dias por ano para atividades da Prefeitura. Será preciso ao vencedor realizar obras de modernização na parte elétrica, hidráulica e sanitária.

Com a desestatização, a prefeitura estima arrecadar cerca de 1 bilhão de reais, entre pagamento de outorga, desoneração do orçamento municipal e investimentos e pagamento de impostos aos cofres públicos.

https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/governo/projetos/desestatizacao/interlagos/index.php?p=287584

Fonte: VejaSP e IstoÉ / imagem em destaque: Bruno Niz/Veja SP