- Propaganda -spot_img
InícioSaúdePrefeitura inaugura UPA Cidade Tiradentes para realizar 20 mil atendimentos médicos por...

Prefeitura inaugura UPA Cidade Tiradentes para realizar 20 mil atendimentos médicos por mês

- Propaganda -spot_img

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, entregou nesta quinta-feira (21) a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cidade Tiradentes, com capacidade para realizar cerca de 20 mil atendimentos por mês. Essa será a quinta UPA na região leste e a 18ª em toda a cidade, sendo 15 entregues nos últimos quatro anos. Para o prefeito, a capital avança rapidamente na ampliação de equipamentos de saúde. “Neste ano já entregamos quatro UPAs e temos mais quatro a serem inauguradas até o final do ano. Aqui em Cidade Tiradentes, além de oferecer um serviço de alta qualidade, a unidade será um polo de empregos com 496 profissionais da saúde para atender à população”, declarou Ricardo Nunes.

A UPA Cidade Tiradentes será uma unidade tipo 3, com atendimento 24 horas e 13 leitos, incluindo observação (adulto e infantil) para pessoas acometidas por quadros agudos de natureza clínica e a primeira intervenção para os casos cirúrgicos e de trauma. No local, é possível estabilizar os pacientes e realizar a investigação diagnóstica inicial para definir a conduta necessária para cada caso. O local vai oferecer ainda serviços de urgência e emergência em clínica médica, pediátrica, ortopédica, cirúrgica e exames laboratoriais.

A estrutura física conta com 57 salas, entre consultórios, salas de avaliação de risco, serviço social, posto de enfermagem, quartos de isolamento, recepção, salas de espera, entre outros espaços.

Com investimento total de R$ 8.843.491,81, a obra foi executada com recursos da prefeitura em contrapartida aos investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como parte do programa Avança Saúde SP. Desse valor, R$ 5.868.856,52 foram destinados à construção do prédio e R$ 2.974.635,29, à aquisição de equipamentos médicos e mobiliários. O custeio mensal da UPA será de R$ 4.454.942,36. “Para entender a importância dessa UPA veja a despesa por mês que teremos. O custo maior não é a obra e sim, o custeio para manter a qualidade, para isso. precisa ter sustentação financeira”, explicou o prefeito.

Em 2019, o prefeito Bruno Covas assinou empréstimos junto ao BID de US$ 200 milhões, autorizado pela Câmara Municipal e a partir daí foi realizada uma série de ações com relação a restruturação da saúde na cidade. “O caminho de uma São Paulo mais justa passa por atendimento à área periférica. É o avanço que estamos tendo. O Bruno Covas inaugurou 10 hospitais em 2020, contratou 11,5 mil novos profissionais da saúde para atender ás necessidade do combate à pandemia e construiu mais 15 UPAs”, lembrou Nunes.

Para o secretário da Saúde, Edson Aparecido, a inauguração da UPA em Cidade Tiradentes é muito significativa. “Quando entregamos uma unidade num lugar com 35 kms de distância do centro da cidade é porque damos atenção à toda população, especialmente, da periferia. A UPA servirá para que a UBS da região fazer seu papel de ser a porta de entrada na área de saúde. A unidade inaugurada vai atender casos de emergência e urgência. Esse é o papel do hospital. É para fazer cirurgias, por isso, que a Upa tem o papel importantíssimo de organizar todo o sistema de saúde definitivamente” relata Aparecido.

A UPA Cidade Tiradentes será administrada pela Organização Social de Saúde (OSS) Santa Marcelina e vai contar com mais de 400 colaboradores. A unidade integra a Rede de Atenção às Urgências, que concentra os atendimentos de saúde de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a atenção básica, hospitalar, domiciliar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A unidade foi construída pelo Departamento de Edificações da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) e possui 1.933,12 m² de área construída. A UPA Cidade Tiradentes atende a todas as normas de acessibilidade vigentes, com aquecimento solar, água de reuso, além de local para armazenamento de lixo comum, reciclável e infectante. Para o secretário de Infraestrutura, Urbanização e Obras (Siurb), Marcos Monteiro, a atual gestão municipal cuida das pessoas, com construção de novas unidades de assistência, dando prioridade às áreas periféricas da cidade. “A população precisa disso, e a Siurb trabalha no desenvolvimento de novos equipamentos ou reformas nas áreas de assistência social, educação e saúde. Estamos em parceria com a Saúde para promover intervenções mais rápidas em manutenções, assim beneficiando a população com menos interrupções do serviços”, explicou Monteiro.

Avança Saúde SP

O Avança Saúde SP é um programa de reestruturação e requalificação das redes assistenciais da cidade de São Paulo que tem como objetivo ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade de serviços municipais do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital para a população.

O investimento total no programa é de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), dos quais US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) financiados junto ao BID e o restante como contrapartida da Prefeitura de São Paulo. Em setembro, o banco liberou mais US$ 22 milhões (cerca de R$ 114 milhões) para a gestão municipal, como parte do empréstimo total.

Nesta etapa do contrato estão previstas a construção de mais equipamentos de saúde, como UPAs e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), além da continuidade das reformas das UBSs. Até o momento, 42 estão concluídas, 50 em andamento e duas contratadas. Pelo programa, as próximas UPAs a serem entregues serão City Jaraguá, Vergueiro e Parelheiros

- Propaganda -spot_img
Deve ler!
- Propaganda -spot_img
Notícias relacionadas
- Propaganda -spot_img

Deixe uma resposta.

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui