Prefeitura Multa 199 Mijões no Carnaval 2020.

0
250
Foto: G1

Cada infrator pagará R$ 500 de multa. Gestão municipal diz que foram disponibilizados 22 mil banheiros químicos na cidade, apesar de falhas de entrega das unidades em vários cortejos.

Os foliões foram surpreendidos pela prefeitura de São Paulo, ao multar 199 Mijões que foram flagrados urinando nas ruas da cidade durante os dias oficiais de carnaval.

As pessoas que foram autuadas por agentes das prefeituras regionais e também os homens da Guarda Civil Metropolitana (GCM) receberam uma notificação para pagar o valor de R$ 500 de multa por infringir o decreto lei que proíbe urinar em via pública.

Os foliões se defenderam, dizendo que existia ausência e principalmente uma má distribuição dos banheiros químicos, por parte da prefeitura.

Com destaque os blocos que não receberam banheiro durante a primeira semana do evento estão o “Ocupa Baby”, de crianças de 06 a 12 anos, e o “Bloco do Ose”, ambos da Subprefeitura de Santo Amaro.

Na região central não foi diferente, falando da Subprefeitura da Sé, o bloco “Filhas da Lua”, que desfilou na manhã do sábado (15) só recebeu os banheiros químicos depois do término da apresentação.

No domingo, 16 de fevereiro, em Pinheiros, no desfile da Confraria do Pasmado, o grupo teve que contratar com verba própria banheiros químicos pra atender os foliões que seguiram o bloco, devido a baixa remessa emitida pela prefeitura.

A Prefeitura se defende dizendo que foram disponibilizados 22 mil equipamentos, sendo, 20 mil standards e 2 mil para pessoas com deficiência, uma média de 2.750 equipamentos por dia de evento. Foram distribuídos de acordo com a expectativa de público e pontos de concentração dos blocos, para atender da melhor forma os foliões.