Mostra, que entra em cartaz no próximo dia 5 no CEU Caminho do Mar, na Zona Sul, exibirá objetos da cultura húngara.

A Prefeitura promove a segunda edição do programa “O Mundo nos CEUS” nesta terça (5), às 15h, no CEU Caminho do Mar, Jabaquara, Zona Sul, com exposições húngaras. O projeto tem como objetivo promover a cultura e o conhecimento dos países que possuem representação consular na cidade de São Paulo em espaços dos Centros Educacionais Unificados (CEUs). “A primeira edição foi sobre o Equador e apontou o quanto os nossos estudantes se interessam pela cultura de outros países. O evento foi um sucesso e se mostrou muito importante também para aproximar os alunos de comunidades imigrantes que vivem em São Paulo”, afirmou o secretário de Relações Internacionais, Luiz Álvaro Salles Aguiar de Menezes.

Por meio de uma parceria entre as secretarias de Educação e Relações Internacionais, Coordenação de Cultura dos CEUs e o Consulado-Geral da Hungria em São Paulo, a exposição conta com cartazes e vitrines que exibirão invenções húngaras de diversos objetos do cotidiano. Algumas delas são a caneta esferográfica e o cubo mágico. As representações consulares que desejarem contribuir com mostras culturais de suas nacionalidades em espaços dos CEUs da cidade devem enviar um e-mail para smri@prefeitura.sp.gov.br.

Exposição sobre Equador encanta alunos da rede pública de ensino

Em 23 de outubro, a Biblioteca do CEU Jaguaré foi palco para a mostra dos quadros mais famosos do artista equatoriano Oswaldo Guayasamín, oferecidos pelo consulado do Equador em São Paulo. As obras, em homenagem ao centenário de nascimento do Mestre Guayasamín, ficarão expostas pelo período de dois meses no local. “Como equipamento urbano voltado para a inclusão social, o objetivo do CEU é ser polo de desenvolvimento comunitário, promovendo o conhecimento de maneira interdisciplinar e impulsionando a educação como algo que vai além da sala de aula e do espaço escolar”, explicou o coordenador de Relações Internacionais da Prefeitura de São Paulo, Rodrigo Massi.

O trabalho de Guayasamín faz parte da herança de vários museus importantes do mundo e de grandes colecionadores particulares. Suas esculturas e monumentos foram exibidos em cidades como Quito e Guayaquil (Equador), murais em edifícios como o Aeroporto de Barajas (Madri), nas sedes da UNESCO (Paris) e do Parlamento da América Latina (São Paulo), entre outros. “São Paulo é uma cidade formada por diversas culturas. Por esse motivo, é muito importante aproximar os estudantes da história dessas comunidades. Isso favorece a relação entre eles e amplia o conhecimento quanto às imigrações e formação cultural da cidade”, destacou a diretora do CEU Jaguaré, Lucilene Limp. Para os pais dos alunos, a exposição contribuiu para aumentar o interesse cultural de seus filhos. “Como mãe, é um privilégio e orgulho perceber quando a criança busca maior conhecimento sobre as coisas e é isso que o meu filho está fazendo atualmente. São Paulo recebe muitos estrangeiros e ter informações sobre a cultura de outros países é importante”, finalizou Berenice Régio, mãe de um dos alunos.

Serviço:

CEU Caminho do Mar: Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 5.241 – Jabaquara