Pistas expressa, central e local da Marginal, sentido Castelo Branco, foram liberadas para o tráfego na madrugada desta quinta-feira

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB), vai abrir na segunda-feira (18) uma apuração preliminar de responsabilidade pelo acidente com a passarela de serviço sobre a Marginal do Tietê. A passarela era uma estrutura de apoio das obras da Ponte Pirituba-Lapa, que estão sendo executadas pelo consórcio formado pelas empresas EIT / Constran.

Todas as pistas da Marginal Tietê, no sentido Castelo Branco foram liberadas para o trânsito desde às 2 horas da madrugada desta sexta-feira (15). Na noite de quinta-feira, a Marginal ficou totalmente interditada em razão da queda da passarela localizada após a Ponte Ferroviária Comunidade Húngara. Trata-se de uma passarela de serviço que é utilizada pela empreiteira responsável pela obras da futura ponte de ligação da Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, no trecho entre as pontes Ulisses Guimarães, e do Piqueri.

O secretário Municipal de Segurança Urbana, coronel José Roberto Oliveira, esteve no local coordenando os trabalhos de liberação da Marginal, por determinação do prefeito Bruno Covas.

Para atualização das informações sobre trânsito, acompanhe o Twitter da CET: @CETSP_

Imagem em destaque: Internet