Felipe Francischini disse hoje que os ajustes no texto da reforma da Previdência, acordados entre governo e líderes de partidos, vão facilitar a aprovação do relatório, registra O Globo.

Em suas palavras, o presidente da CCJ diz, após dar o tempo de 15 minutos para todas as manifestações: “Não gostou, recorra, o choro é livre!”.

Segundo o presidente da CCJ, o placar favorável ao novo parecer do relator, Marcelo Freitas, deve superar 40 votos, o que é considerado uma boa margem.

Segue o vídeo: