“A Educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo” Nelson Mandela

O grupo Cruzeiro do Sul Educacional comunicou o falecimento de um de seus fundadores e conselheiro, o Prof. Hermes Ferreira Figueiredo. “Professor Hermes, como é respeitosamente chamado, faleceu na manhã desta segunda-feira (26), em São Paulo, aos 83 anos, deixando esposa, três filhos e oito netos”. O corpo foi velado no saguão central do campus Anália Franco, da Universidade Cruzeira do Sul, zona leste da capital, das 10h às 12h desta terça-feira (27). A causa da morte foi câncer no abdômen que estava tratando há vários anos. O sepultamento foi restrito à família no cemitério do Morumbi.

Natural de Mirassol, município da região Oeste do estado de São Paulo, o Professor Hermes é reconhecido não só como educador, mas como empresário visionário, que pensava no seu negócio e, igualmente, no desenvolvimento do setor educacional, como um todo. Com licenciatura e bacharel em História pela Universidade de São Paulo (USP), Professor Hermes sempre teve tino para liderança empresarial e talento para as articulações. Foi um dos pioneiros da educação superior privada e co-fundador do Colégio Cruzeiro do Sul, em 1965, instituição que deu origem à Universidade Cruzeiro do Sul, da qual foi o primeiro reitor entre 1993 e 1997, ocupando ainda o cargo de diretor-presidente da instituição mantenedora desde 1970. O Prof. Hermes também ocupou, de 2005 a 2021, a presidência do Semesp, que reúne mantenedores de instituições de ensino privado, na qual ocupava atualmente o cargo de vice-presidente.

“É uma perda irreparável para São Miguel Paulista, berço da Universidade Cruzeiro do Sul e para o Brasil. O nome do Prof. Hermes deverá ficar cravado em nossa história como um dos maiores visionários, um homem à frente do seu tempo, que soube construir um império no setor educacional, graças ao seu empenho e de outros três visionários: Prof. Gilberto Padovese, Prof. Elvécio Zampieri e Wilson Zampieri. O Prof. Hermes, como também os demais fundadores da Universidade Cruzeiro do Sul sempre valorizaram os jornais de bairro como importantes veículos de comunicação regional” Jornalista Divaldo Rosa – Diretor Fundador do Grupo Acontece de Jornais, Revistas e Mídias Digitais.

Continua após o anúncio...

Prof. Hermes foi eleito vice-presidente do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Ensino Superior do Estado de São Paulo – SEMESP, em 1993. Na esteira do seu dedicado trabalho pelo desenvolvimento do segmento, foi eleito presidente do SEMESP em 2004, e reeleito continuamente desde então. Na condição de presidente do SEMESP, representa as instituições de São Paulo no Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular. Ao longo dos anos, Hermes Figueiredo contribuiu também, em diferentes ocasiões, como Conselheiro da Presidência da Associação Brasileira das Entidades de Ensino Superior – ABMES, e da Associação Nacional das Universidades Particulares – ANUP.

Reconhecido por suas contribuições para a Educação e para o setor educacional, Hermes Figueiredo foi agraciado pela Câmara Municipal de São Paulo com a Medalha Anchieta e com o título de Cidadão Paulistano, tendo também sido membro do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta (TV Cultura).

Prof. Gilberto Padovese, Wilson Zampieri, Helvécio Zampieri e Prof. Hermes Figueiredo em 1971

No livro A Origem das Estrelas: Histórias e Memórias da Cruzeiro do Sul Educacional, o Prof. Hermes resgata a história da criação da Cruzeiro do Sul Educacional, desde a criação do Cursinho de Admissão em 1965, seguido do Ginásio e Cursos Técnicos e a Faculdade São Miguel Paulista. Nos dias atuais o conglomerado Cruzeiro do Sul Educacional, congrega cerca de 20 Instituições Educacionais pelo Brasil, destacando-se a Universidade Cruzeiro do Sul, a Unicid, Universidade Positivo, Bras Cubas de Mogi das Cruzes, entre outras.

Ainda no livro A Origem das Estrelas, o Prof. Hermes escreve: “A Cruzeiro do Sul Educacional não envelhece, somente cresce e amadurece e assim permanecerá por longos anos, …… O mesmo acontecerá com as novas gerações, porque o conhecimento construído ficará para sempre, reverberando pelo infinito”.

“Nós da Zona Leste perdemos um grande amigo que sempre nos acompanhou nas lutas sociais e por uma educação de qualidade. Descanse em paz amigo Hermes pois você nos deixou um grande legado de lutas e companheirismo!” Prof. João Alberto Fiorini Filho.