Onda de calor e tempo seco, é alertado pela Defesa Civil em São Paulo. Esfriou e já esquentou de novo, após uma terça-feira (15) com queda de temperaturas.

Afinal, a cidade de São Paulo viu as temperaturas voltarem a subir nesta quarta (16) – tendência que deve seguir para os próximos dias.

De acordo com a Defesa Civil do estado, o alerta de forte onda de calor na capital paulista e região metropolitana, foi acionado.

Bem como, acompanhados de queda em níveis críticos da umidade do ar.

No entanto, o aviso é válido até sábado (19), com termômetros marcando máximas entre 32ºC e 35ºC.

O calor e tempo seco

Em contrapartida, esse calor é motivado pela passagem de ventos secos do norte do país, somados à incidência do sol.

Contudo, a umidade do ar pode ficar abaixo dos 15% no início da tarde, quando as máximas são registradas.

“Recomendados as pessoas que aumentem a ingestão de líquidos, umidifiquem os ambientes de suas residências, protejam-se do sol e evitem realizar atividades físicas nos momentos mais quentes do dia”, afirmou o capitão Zaupa, da Polícia Militar.

Em outras palavras, a maior temperatura registrada em 2020 na cidade de São Paulo ocorreu no sábado (12), com 34,1ºC, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Com isso, é possível que o recorde seja ultrapassado nos próximos dias.

Por outro lado, estão em alerta para a forte onda de calor os seguintes municípios:

Temperaturas máximas entre 32ºC e 35ºC

Grande São Paulo; /  Registro; /  Baixada Santista; /  Sorocaba; / Campinas; / São José dos Campos.

Máximas entre 35ºC e 40ºC

Presidente Prudente; / Araçatuba; /  Barretos; /  São José do Rio Preto; /  Franca; /  Ribeirão Preto; /  Araraquara; /  Bauru; /  Marília.

*Com colaboração de conteúdo de Metro Jornal

Visite nossa página Acontece Agora no Facebook e faça parte da nossa comunidade.

Conheça a Página Inicial do Nosso Site para conhecer as notícias do dia!