Ofender pedreiros e seguranças, faz parte da vida do homem que fez ataque racista ao entregador

0
3652
Foto: Redes Sociais

Ofender pedreiros e seguranças, faz parte da vida do homem que fez ataque racista ao entregador. Instinto de soberania é perfil de Mateus Abreu Almeida Prado Couto.

Mateus Abreu Almeida Prado Couto, 31 anos, é o homem que surge  aparece em vídeo proferindo ataques racistas contra o entregador de aplicativo.

Matheus Pires, em condomínio em Valinho (SP), é reincidente em agredir trabalhadores. 

Perfil do agressor do entregador

De acordo com os vizinhos do agressor do entregador, em entrevista ao jornal O Globo, Mateus Couto já agrediu trabalhadores como pedreiros que atuam em obras no local.

Ainda de acordo com a reportagem, os vizinhos afirmam que, ele já se envolveu em briga com o segurança de um centro comercial próximo ao condomínio.

Não podemos mais aceitar esse tipo de atitude racista e preconceituosa. A sociedade brasileira repudia essa covardia.

Posted by Divaldo Rosa on Friday, August 7, 2020

“A perda de controle emocional e de seus atos é frequente, o que nos leva a questionar até mesmo seu estado de saúde”, disse um dos vizinhos ao jornal, pedindo para não ser identificado.

Ainda de acordo com o vídeo, Mateus Couto, morador de um bairro de classe média alta, humilha o jovem negro.

“Seu lixo, quanto você tira por mês, 2 mil reais? Não deve ter nem onde morar”, afirma. 

Entretanto, foi detido após o caso de racismo, Mateus Couto teria esquizofrenia.

Entretanto, a informação foi dada pelo pai dele em processo que foi arquivado por falsa comunicação de roubo de carro feito por ele em 21 de março de 2019.

Filho tem esquizofrenia

Em contrapartida, o contabilista foi detido após um caso de racismo contra um motoboy em Valinhos (SP) tem esquizofrenia.

De acordo com a Revista Forum, a informação foi dada pelo pai dele em processo que foi arquivado por falsa comunicação de roubo de carro feito por ele em 21 de março de 2019.

“Apenas cinco dias depois da comunicação do crime, o pai do averiguado foi à Autoridade Policial e informou que o veículo estava na funilaria.”

“A pedido e com a concordância de Mateus, sendo cero que este é esquizofrênico e, mesmo medicado, tem surtos que o fazem perceber as coisas de modo diverso.”

“Em um destes surtos, entendeu que seu veículo tinha sido furtado”, disse o promotor Denis Henrique Silva em agosto de 2019, pedindo o arquivamento do caso.

*Com colaboração de conteúdo de Brasil 247

Visite nossa página Acontece Agora no Facebook e faça parte da nossa comunidade.

Conheça a Página Inicial do Nosso Site para conhecer as notícias do dia!