Justiça decidirá quais agências do INSS serão reabertas. Nesta quarta-feira (16), o Tribunal Federal Regional da 3ª Região derrubou a suspensão de reabertura das agências.

Agências do Instituto Nacional do Seguro Social

O funcionamento presencial das unidades foi impedido no início desta semana por uma decisão do desembargador federal Gilberto Jordan.

O INSS pretende reabrir as agências já nesta quinta-feira (17), porém alerta que as as perícias médicas continuam suspensas, mesmo sob agendamento.

De acordo com o tribunal, o instituto poderá decidir quais unidades reabrirão e quais continuam fechadas para adequação aos protocolos de segurança.

Contudo, a reabertura havia sido suspensa por ação do Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social em São Paulo.

No entanto, o sindicato alegou não existir “condições estruturais” para retomar os atendimentos presenciais com garantia de segurança aos servidores.

Ainda de acordo com o sindicato, “o INSS não demonstrou que foram cumpridas as medidas necessárias à proteção da saúde de seus servidores e usuários para evitar o contágio pelo Coronavírus”.

Outros sindicatos que representam os trabalhadores das agências falam em greve caso a retomada não seja feita de forma segura.

A decisão desta quarta-feira, no entanto, defende que o instituto está trabalhando para garantir as condições adequadas para o trabalho, e que a ausência dos serviços desempenhados pelo INSS presencialmente.

*Com colaboração de conteúdo de Metro Jornal

Visite nossa página Acontece Agora no Facebook e faça parte da nossa comunidade.

Conheça a Página Inicial do Nosso Site para conhecer as notícias do dia!