Corredor Itaquera-Líder começará funcionar no dia 3 de outubro, em partes. Espaço é entre a Praça Francisco Daniel Lopes e a Rua Harry Dannemberg, com três paradas de ônibus no canteiro central em cada sentido.

A partir do dia 03 de outubro de 2020, um trecho de 2,1 km do corredor Itaquera-Líder, entra em operação com três paradas de ônibus no canteiro central em cada sentido.

Oito linhas, sendo uma noturna, vão passar a circular pelo espaço entre a Praça Francisco Daniel Lopes e a Rua Harry Dannemberg.

Os serviços são:

4036/10 Metrô Itaquera – Term. Vila Carrão / 4001/10 Itaquera – Term. Vila Carrão

4007/10 Cohab Juscelino – Term. Vila Carrão / 403A/10 CPTM José Bonifácio – Term. Penha

407J/10 Jd. Soares – Metrô Tatuapé / 4314/10 Inácio Monteiro – Term. Pq. D. Pedro II

4314/21 Inácio Monteiro – Term. Vila Carrão / N405/11 Term. Vila Carrão – Metrô Itaquera (linha noturna)

Em outras palavras, já outras seis linhas, que atendem os bairros com ônibus menores e portas à direita, inclusive uma da EMTU, continuarão atendendo pontos já existentes à direita e não circularão pelo corredor à esquerda.

As paradas à esquerda do Corredor Itaquera-Líder:

Parada Francisco Munhoz Filho / Parada Miguel Melo Alvim / Parada Maria Luiza Americano

De acordo com a divulgação de nota, a SPTrans está treinando técnicos e fiscais para orientar motoristas e passageiros.

Bem como, quando pronto integralmente, o corredor terá 10,4 km entre ao Terminal Vila Carrão e o Polo Institucional de Itaquera.

Segurança

Da mesma forma, por se tratar de um sistema totalmente novo para a região, com parada de ônibus à esquerda, a SPTrans está tomando uma série de medidas para segurança de pedestres e motoristas.

Além disso, outra medida é o treinamento de operadores do sistema.

Igualmente importante, é o treinamento para fiscais e técnicos da SPTrans, que são fundamentais para o cumprimento das leis de trânsito e, também, para a orientação dos pedestres e motoristas.

Eles receberão treinamento, por meio eletrônico, para dar suporte à população sobre o funcionamento do corredor.

Os motoristas de ônibus serão orientados a ampliar a atenção à travessia de pedestres entre os carros e a reduzir a velocidade ao se aproximarem da faixa de pedestres, mesmo quando o semáforo estiver aberto.

Os cobradores também terão papel importante na orientação aos passageiros sobre segurança e os pontos de parada.

Além disso, todo o trecho e entorno receberá sinalização reforçada para aumentar a segurança, além da sinalização vertical e horizontal elaborada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Histórico

Contudo, em razão do não cumprimento do cronograma de obras pelos consórcios anteriores, os contratos foram rescindidos em janeiro de 2020.

No entanto, a partir de agora, a responsabilidade pela licitação passa a ser da SMT e SPTrans.

O corredor completo terá 10,4 km e vai do Terminal de ônibus Vila Carrão até o Polo Institucional de Itaquera, através das Avenidas Itaquera e Líder, e a transposição da Avenida Aricanduva sobre a Avenida Itaquera.

A retomada das obras da segunda fase está prevista para novembro.

*Com colaboração de conteúdo de Diário dos Transportes

Visite nossa página Acontece Agora no Facebook e faça parte da nossa comunidade.

Conheça a Página Inicial do Nosso Site para conhecer as notícias do dia!