Secretário de habitação faz balanço positivo dos trabalhos realizados à frente da Sehab

0
64
Foto: Jornal Acontece

João Farias destacou que a saída da secretaria faz parte do processo político e é um fato natural de recomposição administrativa do atual governo.

Contudo, o secretário municipal de habitação de São Paulo, João Farias, fez um balanço positivo dos trabalhos realizados durante a sua gestão que iniciou no dia 1º de maio de 2019 e se encerra na quinta-feira (13).

As principais ações

Entre as principais ações realizadas estão a entrega de 28 conjuntos habitacionais, totalizando 7303 mil unidades habitacionais;

A entrega de 83 mil títulos de Regularização Fundiária, atualização cadastral do auxílio aluguel;

Em outras palavras, essa medida extremamente positiva, economizou mais de R$1,8 milhão por mês dos cofres municipais de janeiro a março de 2020.

Da mesma forma, houve também o lançamento do edital de canalização do córrego Antonico, em Paraisópolis.

Obra com recurso em caixa (R$ 15.660 milhões) que beneficiará diretamente mais de 100 mil famílias da segunda maior comunidade da capital;

A aquisição do terreno do antigo prédio Wilton Paes de Almeida para a construção de um projeto de habitação popular;

Projeto esse, que contará com 90 unidades habitacionais e a execução das pré-conferências da 2ª Conferência Municipal de Habitação. 

A principal ação de João Farias

Porém, a principal ação dos 17 meses à frente do cargo foi o desenvolvimento do “Pode Entrar”, programa habitacional destinado para famílias de baixa renda com recurso exclusivo do município.

O projeto nasceu após o governo federal anunciar o fim dos investimentos para a faixa 1 (famílias com renda de até R$1.800,00) do programa Minha Casa Minha Vida.

 “Tivemos a oportunidade de deslanchar no número de entregas de moradia popular, foram mais de 7 mil unidades entregues e deixamos bem encaminhadas a entrega de mais 8 mil moradias até o final do ano.”

“Junto com o Prefeito Bruno Covas, e com o apoio de todos os vereadores, alteramos a lei do Fundurb e criamos o Pode Entrar.”

O Secretário destaca:

“Essa iniciativa, é voltada para pessoas que precisam de habitação mas não têm renda formal.”

“Que têm o nome negativado e ganham no máximo três salários mínimos. Desta forma São Paulo vai voltar a fazer habitação com recursos próprios. Esse é o grande legado que a gente deixa”, falou João Farias. 

Então, sobre sua saída, Farias, que também ocupa o cargo de secretário geral estadual do Republicanos, disse que se trata de um fato natural e faz parte do processo político e de recomposição administrativa do atual governo.

Já que Celso Russomano, pré candidato à Prefeito da cidade de São Paulo e deputado federal pelo Republicanos, concorrerá ao pleito com Bruno Covas. 

“Como o Republicanos terá candidatura própria, minha presença no governo poderia causar constrangimento tanto para o Celso como para o Bruno.”

“É um processo democrático, saudável e natural dentro de um governo de coalizão”.

Visite nossa página Acontece Agora no Facebook e faça parte da nossa comunidade.

Conheça a Página Inicial do Nosso Site para conhecer as notícias do dia!