Laudo revela que as marmitas não foram envenenadas na cozinha da igreja

0
52
Foto: Metro Jornal

Laudo revela que as marmitas não foram envenenadas na cozinha da igreja. Marmitas mataram dois homens no fim de julho em Itapevi, na Grande São Paulo.

De acordo com um laudo da Polícia Civil revela que as marmitas que causaram a morte de dois homens em situação de rua não foram envenenadas na cozinha da igreja em que foram preparadas.

No alimento, foi encontrado chumbinho, substância proibida usada para matar ratos.

Foto: G1

No entanto, o caso ocorreu no dia 22 de julho em Itapevi, na Grande São Paulo. Vagner de Oliveira, de 37 anos, e José Araujo Conceição, de 61 anos, morreram, assim como uma cachorra, que ingeriu o alimento.

Outras duas pessoas foram internadas: uma adolescente de 17 anos, que já teve alta, e um garoto de 11 anos, que segue internado.

Contaminação das marmitas

A contaminação, segundo a Polícia Civil, aconteceu em um posto de gasolina após a entrega das marmitas por voluntários da igreja.

O autor do crime ainda não foi identificado, mas uma das teorias é de que a ação tenha ocorrido por vingança.

*Com colaboração de conteúdo de Metro Jornal

Visite nossa página Acontece Agora no Facebook e faça parte da nossa comunidade.

Conheça a Página Inicial do Nosso Site para conhecer as notícias do dia!