Congresso

Há pouco, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou a admissibilidade da reforma Tributária (PEC 45/19). A proposta acaba com três tributos federais (IPI, PIS e Cofins), com o ICMS, que é estadual, e com o ISS, municipal.

No lugar deles, é criado o IBS (Imposto sobre Operações com Bens e Serviços). O tempo de transição seria de dez anos.

Agora, a reforma tributária será analisada por uma comissão especial criada com essa finalidade. Se aprovada, segue para análise do Plenário.

Com informações do Terça Livre.