A cidade de São Paulo registrou em 2018 13.240 mil casos de roubos de carros e 1.843 assaltos a residências. O bairro de Sacomã, na Zona Sul , é líder nas duas ocorrências, de acordo com dados obtidos pelo Bom Dia SP com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) via Lei de Acesso à Informação.

No ranking do roubo de veículos, bairros da Zona Leste e da Zona Sul ocupam as primeiras posições. Depois do Sacomã que tem 461 ocorrências, o Jabaquara está na 2ª posição com 424 casos. Já São Matheus aparece em 3° lugar com o registro de 397 roubos, em 4° está Cidade Ademar com 358 roubos e o em 5° lugar aparece Sapopemba com 355 casos.

Na lista de assalto a residências, o Sacomã também é líder com 52 roubos, seguido pelo Jardim Colina com 50 ocorrências. Na 3ª posição está a Penha com 48 casos. O bairro do Morumbi está em 4º lugar com 44 assaltos e em 5º está o Tremembé com 43 ocorrências.

Quem mora no Sacomã afirma que a Rua das Juntas Provisórias, na entrada para a Rodovia Anchieta é um dos pontos mais perigosos do bairro.

O frentista Josivaldo Rodrigues trabalha em um posto de gasolina próximo ao local. Ele afirma que o fim da tarde é o período de maior risco, pois o congestionamento na região facilita a ação dos assaltantes. “Eles aproveitam o horário de pico para quebrar os vidros do carro para levar celular, bolsa, mochilas e fogem pelo outro lado da avenida. Todo dia tem um caso”.

A SSP disse, por meio de nota, que está tomando providências para reduzir a criminalidade em São Paulo. Segundo a secretaria, os roubos de veículos caíram nos últimos 29 meses, sendo que, em 2018, o índice caiu 17% na comparação com 2017. A pasta afirmou ainda que os números continuaram caindo no começo deste ano.

Sobre o número de assaltos a residências, o governo estadual disse que quatro ladrões foram presos neste ano. Sendo dois deles na Penha, na Zona Leste, e outros dois na região do Morumbi, na Zona Sul.

A Secretaria de Segurança Pública citou também as operações “São Paulo Mais Seguro” e “Rodovia Mais Segura” como exemplos de reforço no policiamento. De acordo com a SSP, as duas ações resultaram na prisão de 1.100 criminosos, na recuperação de 314 veículos e na apreensão de 44 armas de fogo.