Campanha promovida em estações da linha azul e vermelha até setembro visa informar quem já recebe um salário mínimo sobre a necessidade de fazer inclusão no Cadastro Único para não ter o benefício suspenso

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social está promovendo em estações de Metrô uma campanha de esclarecimento para a população sobre o Benefício da Prestação Continuada (BPC). O objetivo é orientar os cidadãos que já recebem o benefício de um salário mínimo pago pelo BPC – idosos com 65 anos ou mais e deficientes físicos com renda familiar mensal de até ¼ de salário mínimo por pessoa- que precisam se cadastrar no CadÚnico para não terem o benefício suspenso.

Neste mês de junho, os próximos atendimentos serão feitos nos dias 24 e 25, na estação Sacomã, da Linha Verde.  A partir de julho, a orientação acontecerá na linha vermelha: nos dias 17 e 18 será na Sé e em 29 e 30 na República. As informações também poderão ser encontradas na estação do Brás nos dias 31 de julho e 1° de agosto. E nos dias 26 e 27 de setembro, o atendimento será na estação Tatuapé. Os  atendimentos são realizados sempre das 15h às 18h.

Esta campanha visa informar sobre os novos prazos de cadastramento dos beneficiários do BPC no CadÚnico. Atualmente, mais de 700 mil pessoas recebem o BPC no Estado, mas desse total 159 mil beneficiários (21%) ainda não foram cadastrados e podem ficar sem o benefício se não atenderem a esta nova convocação.

Os prazos são os seguintes:

Aniversariantes de:

Janeiro –  prazo: 30/06

Fevereiro – prazo: 30/07

Março – prazo: 30/08

Abril – prazo: 30/09

Maio – prazo: 30/10

Junho – prazo: 30/11

Julho – prazo: 30/12

Agosto – prazo: 30/01/2020

Setembro – prazo: 01/03/2020

Outubro – prazo: 30/03/2020

Novembro – prazo: 30/04/2020

Dezembro – prazo: 30/05/2020

Para o beneficiário fazer cadastramento no CadÚnico, é necessário procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS)  ou Postos de Cadastramento do CadÚnico do município em que mora e levar o CPF de toda família. É importante destacar que, para receber o BPC, não é necessário pagar intermediários. Para dúvidas ou mais informações, ligar o telefone 121 (a ligação é gratuita).

Fonte: Assessoria de Imprensa Secretaria estadual de Desenvolvimento Social de São Paulo