Cerca de 20 imagens e símbolos de lugares históricos compõem a exposição Jerusalém, a Cidade da Fé, lançada, nesta terça-feira (4), no Memorial do Jardim Bíblico do Templo de Salomão, na Zona Leste de São Paulo. A solenidade contou com a presença de executivos, diplomatas e autoridades, como o cônsul de Israel em São Paulo, Dori Goren, e a consulesa Cecília Goren.

– O Templo de Salomão é um pedaço de Jerusalém aqui no Brasil e a Universal tem um pedaço em Israel também – disse o cônsul.

A mostra fica aberta ao público até o dia 30 de junho, de 9h às 18h. O bispo Edir Macedo destacou a importância de receber um pouco da história de Israel no Tempo de Salomão já que “a fé cristã nasceu dos judeus”.

– As pessoas que vierem aqui vão ver um pouquinho de Jerusalém. Essa exposição mostra alguns tempos milenares que jamais podem ser esquecidos porque abençoam a gente. Todo o trabalho de Israel, a sua luta, a perseguição e o Holocausto só faz fortalecer um pouco mais a nossa fé e o povo de Israel.

Todo o trabalho foi desenvolvido através de uma parceria entre o brasileiro Agê Barros, o israelense Noam Chen e o projeto FotograFé.

– A gente tinha muitas imagens para apresentar, mas precisávamos fazer coincidir com o mundo evangélico, principalmente com o Templo de Salomão. Sabemos que a cidade é judia, muçulmana e cristã. Escolhemos o mais histórico, profundo, pois sabemos que vai unir a todos – contou a consulesa Cecília Goren.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato, foto ou video para nossa redação email [email protected]