Testemunhas dizem que homem matou própria filha a tiros em Guarulhos-SP

Estudante de 21 anos foi baleada próximo da residência onde morava, em Guarulhos. Amiga e pai adotivo dizem que autor é o pai biológico da vítima
A estudante Thamiris Gouveia Machado, 21 anos, morreu após ser baleada na tarde desta terça-feira (14), em Guarulhos (Grande São Paulo). Conforme as investigações iniciais, o suspeito do crime é o próprio pai.
Segundo uma amiga da família, que por medo não quis se identificar, o pai da jovem é o autor do crime e contou com ajuda de um comparsa, que atraiu a vítima para fora de casa.
O pai adotivo da vítima também afirma que o pai biológico da jovem é o responsável pelo crime. Tamires morava com a mãe e irmãos, e foi morta próximo de sua residência.
De acordo com a mulher amiga da família, Thamiris estava fugindo do pai por ele ser muito possessivo. A jovem já teria sido agredida pelo homem, que tentou enforcá-la uma vez, segundo a vizinha.
Conforme o relato da vizinha, o suspeito deixou a prisão no ano passado e a estudante foi morar com ele, no município de Jandira (Grande São Paulo), pois queria fazer companhia ao pai que havia acabado de voltar à liberdade.
No entanto, ela conta que o homem se mostrou violento e controlador para jovem. Com isso, Tamires foi embora de casa e resolveu morar com a mãe, em Guarulhos. O pai não teria aceitado e passou a perseguir a própria filha.
O corpo de Tamires permanece no IML (Instituto Médico Legal) de Guarulhos. Ainda não há informações de velório e enterro.
A polícia ainda não localizou nenhum suspeito pelo crime. O caso foi registrado e deve ser investigado pelo 1º DP do município.