O resultado do BNDES de 2018 trouxe provisão de perdas bilionárias com empréstimos da era do PT, com destaque para os financiamentos a ditaduras socialistas da América Latina.

Resultado de imagem para lula e cuba

A Venezuela deu um calote de R$ 2,2 bilhões, e a inadimplência de Cuba gerou prejuízos de mais R$ 2,2 bilhões para o povo brasileiro. Durante os governos Lula e Dilma, o Brasil sustentou os regimes falidos e ditatoriais destes países.

As ditaduras de Nicolás Maduro e Raúl Castro representam, assim, mais de 70% das perdas do BNDES com calotes, que chegaram ao total de R$ 5,9 bilhões no ano passado.

Esta conta, certamente, vai para o contribuinte brasileiro.

Com informações da República de Curitiba Editora.