Modelo se diz grata a Deus pela oportunidade. ‘Estamos num momento onde temos conquistado mais espaço, estamos fazendo pequenas grandes mudanças’, afirma.

Valentina Sampaio é a primeira modelo transgênero a participar de uma campanha da marca de lingerie americana mundialmente famosa — Foto: Gabriel de Moura/ Divulgação

O anúncio da cearense Valentina Sampaio como a primeira transgênero a participar de uma campanha publicitária da Victoria’s Secret foi, para a própria modelo, um momento de celebração. “Eu me sinto muito honrada e feliz! São vitórias de todas nós trans”, comemora.

Em junho, a cearense natural de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, posou em Nova York para uma campanha da grife de lingerie pelas lentes do fotógrafo Sebastian Kim. Um feito histórico, já que é a primeira vez que uma modelo trans estampa uma campanha da marca internacional.

Inspirada pela mãe, com quem conta ter aprendido a não desistir, Valentina diz sentir-se grata a Deus pela oportunidade. Ela se define como uma mulher persistente e que luta pela causa. “Estamos num momento onde temos conquistado mais espaço, estamos fazendo pequenas grandes mudanças”, afirma.

Com a rotina dividida entre Milão, Paris, Nova York e São Paulo, Valentina tenta manter, na imprevisibilidade dos dias, os cuidados com a saúde.

“Procuro praticar exercícios todos os dias e me alimentar de forma saudável, para estar sempre cheia de energia, porque essa vida de avião em avião demanda bastante!”, descreve. Da terra natal, onde esteve pela última vez em março, Valentina revela sentir falta, especialmente, das praias e do caju, fruto típico dessa época do ano no Ceará.

Se o cotidiano de Valentina ainda é cheio de surpresas por conta do trabalho, campanhas de moda e desfiles, o futuro da modelo, contudo, já está desenhado nos sonhos dela: “No futuro, eu me imagino com minha família, feliz e em um mundo mais justo”.

‘Tenho orgulho dela, sim’

Para os familiares de Valentina, a inclusão da modelo no casting da Victoria’s Secret foi motivo de comoção.

“Tenho muito orgulho dela, sim, e amo, porque ela é minha neta”, diz, orgulhosa, a avó, Diva Ribeiro, de 64 anos. Ela, que mantém uma barraca na Prainha, em Aquiraz, descreve o momento com emoção. “É o sonho dela. Eu fiquei muito feliz. Se ela está feliz, eu estou mais ainda”, disse.

Diva Ribeiro, avó de Valentina Sampaio, primeira modelo trans na Victoria's Secret — Foto: Lucas Barbosa

Diva lembra que, desde a infância, a jovem manifestava interesse pelas passarelas e repetia a vontade de ser modelo. “A minha casa é grande, tem uma área, e quando eu ‘dava fé’, ela tava desfilando sozinha ou fazendo fotos dela mesma”, recorda.

Conquistando espaços

Valentina também foi a primeira trans a ser capa da revista Vogue Paris, uma das mais prestigiadas publicações do ramo, com uma matéria que tratava sobre a beleza trans. Ela ainda tem no currículo trabalhos para marcas como Marc Jacobs, Balmain e L’Oréal.

Valentina Sampaio Valentina foi também a primeira trans a ser capa da revista Vogue Paris, com uma matéria que tratava sobre a beleza transgênera. — Foto: Divulgação


De acordo com a avó, os familiares apoiaram o desejo da neta de seguir carreira nas passarelas, assim como encararam bem a transexualidade.

“A gente foi percebendo. Perguntamos e ela disse: ‘Eu sou o que eu sou. Sou mulher. Vou mudar meu nome’. E assim ela fez. Hoje ela é Valentina mesmo. A gente ficou feliz”, afirma a vó.

Com os feitos da neta, Diva se diz orgulhosa e espera que o sucesso internacional se consolide. “Só tenho esperança de coisas boas. Penso que ela vai ser muito feliz e me dar muita felicidade, como já está me dando”, comenta.